Cabo da Boa Esperança, em Cape Town: o ponto mais ao sul do continente africano!

12

Quando comecei a cogitar viajar para a África do Sul não conhecia quase nada sobre as atrações e as únicas coisas que eu tinha como referencia eram: Safári e o famoso Cabo da Boa Esperança.

Sobre o Cabo

O Cabo da Boa Esperança (Cape of Good Hope) é conhecido popularmente como o ponto mais ao sul da África, local onde as caravelas portuguesas, de exploradores como Vasco da Game e do Bartolomeu Dias, faziam uma parada quando estavam viajando para a Índia e na época o chamavam de “Cabo das Tormentas“.

Hospedagem em oferta em Cape Town

E até hoje ele é referenciado como “o ponto mais ao sul da África”, mas isso não é verdade, pois o “Cabo das Agulhas” (fica há aproximadamente 3h30 de Cape Town) que realmente é o ponto mais ao sul, embora ele seja bem menos conhecido, histórico e glamouroso.

“Partidos dali, houveram vista daquele grande e notável cabo, ao qual por causa dos perigos e tormentas em o dobrar lhe puseram o nome de Tormentoso, mas el-rei D. João II lhe chamou cabo da Boa Esperança, por aquilo que prometia para o descobrimento da Índia tão desejada.” (João de Barros, “Décadas da Ásia”) 

A mitologia

No poema “Os Lusíadas” de Camões também é citado que ali no Cabo existia um monstro mitológico chamado Adamastor que representava as forças da natureza em forma de tempestade tentando atrapalhar a jornada de Vasco da Gama. (mais sobre a lenda aqui)

Escultura com a representação do Adamastor em Lisboa (Portugal) – Fonte Wikipedia

Como chegar

Nós fomos de carro, que é a opção mais fácil para curtir a paisagem da estrada pelo caminho, passar pela Boulders Beach e fazer o passeio ao seu modo, sem ter tempo contado em alguns lugares.

Mas dá para ir de excursão e também enquanto pesquisava para o post vi que há um taxi/van chamado “The green cab” que vai até lá (info aqui).

Antes de chegar lá é recomendado passar por Simon’s Town, basta ir por False Bay (Kalk Bay, Muizenberg, Simon’s Town) e fazer uma parada na maravilhosa Boulders Beach, a praia dos pinguins (clique aqui para conhecer!).

Quando paramos em Simon’s Town, o tempo estava lindo e ensolarado, maior clima de praia! Mas quanto mais íamos nos aproximando do Cabo, mais nublado e frio ficava!

Então fica a dica: Mesmo que esteja bem quente, vá de calça jeans e leve uma blusa, lá venta muito e é sempre mais frio!

Para entrar no Cabo da Boa Esperança paga-se R135 (aproximadamente R$ 35,00 na cotação da época) e para subir ao Cape Point pelo Funicular paga a parte R58 (aproximadamente R$ 17,00 na cotação da época).

Cape Point

Chegamos ao Cabo e percorremos os locais dele de carro, é uma área muito extensa e pega uma boa estrada para chegar na placa do marco do Cabo e na área do Cape Point e do restaurante por exemplo.

O  Cape Point é uma montanha com uma vista maravilhosa de toda a região, mas no dia que fomos estava bem nublado e encoberto de nuvens lá em cima, não valia a pena subir, não daria para ver nada.


Seguro viagem para África do Sul pelo menor preço!


Vou ter que voltar lá um dia para poder ver essa parte… Da para subir com o funicular (tipo um bondinho) ou por uma trilha.

Também próximo há área do Cape Point tem várias lojinhas, mirante e banheiro. O lugar conta com uma boa estrutura para receber os turistas.

A placa

Uma das partes mais importantes do passeio é entrar na fila para tirar aquela bela foto na placa mostrando que você esteve no ponto mais ao sul do continente africano (e ficar nem ai para o fato de que geograficamente não é! rs).

Nessa área também é possível fazer uma trilha pelas montanhas (na época meu preparo físico era zero, então pulei essa parte, mas gostaria de tentar numa próxima oportunidade).

Ficamos um tempo por ali apreciando a bela paisagem, as montanhas, as pedras e o mar.

Existiu tanta história nesse lugar, foi cenário de toda a época das grandes navegações portuguesas.

E eu tenho descendência portuguesa (sobrenome “Almeida”), mesmo que uma origem bem distante, então fico pensando nos meus ancestrais passando por ai.

E agora vamos para uma pausa nesse post porque a caravana do Vietnã, com uniforme e bandeira, está passando! rs (Valeu Angie pela correção!)

É muito engraçado, eles chegam num ônibus, todos iguaizinhos. Eles vem num excursão tipo “CVC” e não se separam do grupo.

 

E o que falar dessa placa sinistra ai embaixo, simbolizando que nesse mato pode ter aquelas cobras bem perigosas e venenosas? O_o #ficaadica

Babuínos

E quando as placas e as pessoas dizem “cuidado com os babuínos”, é serio também. Eles são grandes, podem atacar, querem a comida dos turistas e as vezes sobem em cima dos carros.

Tente ficar longe deles e não dê nenhuma comida, clique aqui para ver um exemplo disso.

Nós só vimos um deles quando estávamos indo embora, com os vidros fechados.

Mas vi em vários blogs que anos atrás havia uma superpopulação deles nessa região e era bem mais complicado de lidar.


Gastronomia: Two Oceans Restaurant

Em relação à gastronomia, há próximo ao Cape Point o “Two Oceans Restaurant”, sua especialidade é frutos do mar, mas também há outras opções.

Os preços estão dentro da média de Cape Town, mas não achei a comida tão espetacular quanto a dos restaurantes que fomos no V&A Waterfront. Confira o cardápio e os preços aqui.

Nós fomos num dia nublado, mas em dias de sol há uma vista maravilhosa da paisagem nas laterais do restaurante e é possível avistar baleias! (No tripadvisor há diversas resenhas comentado sobre isso).

Comemos de entrada um sushi (em vez de cream cheese eles sempre colocam creme de abacate no lugar) e de prato principal um salmão.

No dia que fomos não estava lotado, mas é recomendado fazer reserva, principalmente se você quiser garantir uma das mesas com vista para as baleias e a paisagem.


Se você vai à Cape Town ir ao Cabo da Boa Esperança é uma visita obrigatória, seja pela história, pelas atrações ou pela paisagem, é um dos principais ícones da região, um lugar que vale a pena conhecer.

INFORMAÇÕES

Cape of Good Hope

  • Ingressos: Crianças (2-11): R65 / Adultos: R125
  • Funcionamento: De outubro à Março 6:00am – 6:00pm / De abril à setembro 7:00am – 5:00pm

Flying Dutchman Funicular

  • Ingressos: Crianças  (age 6-16)  R24 (ida e volta) e Adultos: R58 (ida e volta) – é possível subir ou descer por uma trilha e pagar um ingresso mais barato no funicular.
  • Funcionamento: De outubro à Março 9:00am – 5:30pm / De abril à setembro 9:00am – 5:00pm

Two Oceans Restaurant

  • Localização: Proximo ao Lower Funicular Station, Cape Point
  • Funcionamento: Segunda à Sexta 09h00 as 17h00 (A cozinha fecha as 16h30)
Estrada dentro do Cabo da Boa Esperança

Use a imagem abaixo para salvar esse post no Pinterest

Encontre mais informações para a sua viagem para a África do Sul aqui

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

12 comentários

  1. ahaha, esses chineses… E quando é num museu ou castelo? eles invadem a sala e você nao consegue ver mais nada. Tiram foto sem apreciar e se vão tão rápido quanto chegaram. Obrigada por compartilhar as dicas. Estou ensaiando uma viagem à África do Sul faz tempo, esperando minha filha ficar mais velha para os safaris. Em que mês você foi?

  2. Obrigada pela visita! Fomos em 12 de outubro, mas a nossa visita no cabo da boa esperança foi por volta do dia 29 de outubro. Pegamos um tempo ótimo na viagem toda, não fazia muito calor, tivemos ate que comprar uma blusa de moleton porque em alguns lugares estava mais frio e com vento.

  3. Já fiquei com medo só de ver a plaquinha das cobras! E então eles tambem tem essa mania de botar abacate em tudo? Por enquanto na versão salgada, só consigo curtir a guacamole 🙁

    e que lugar mais lindo Juny!!!!

  4. Que lugar mais lindo, estou encantada com as fotos, e amei a do babuíno haha. Sou apaixonada por macacos, e tenho até medo da minha reação, pois sou daquelas que não tem medo do perigo e já quero logo fazer amizade kkk. E essa placa das cobras, meu deu, não queria um encontro com elas não, que medo. África está na listinha dos lugares que tenho muita vontade de conhecer, amei ler sobre a sua viagem, parece que divertiram bastante 🙂

    Abraços

Deixe um comentário