Tour com guia privado para passeios em Cusco e no Vale Sagrado (Peru)!

8

Tour Coletivo x Tour Privado

Quando estava planejando os passeios em Cusco e pelo Vale Sagrado estava cheia de dúvidas à respeito de escolher um tour coletivo ou privado.

A diferença de preço e a diferença na qualidade são muito grandes!

Em toda esquina em Cusco vende-se bem barato city tour pelas ruínas de Cusco e pelo Vale Sagrado. Porém li relatos em diversos blogs sobre atrasos, mudança no itinerário sem aviso prévio, passar muito rapidamente pelos lugares, poucas explicações, etc.

Isso iria comprometer muito a qualidade das visitas pelos locais que queríamos conhecer.

Pesquisei bastante num post do Sunday Cooks com indicações de agencias e de tours privados, mais são muitas opções, difícil fazer uma seleção.

Até que passando pelo Facebook vi um dos posts da Gê Azevedo do blog Mineiros na Estrada onde ela falava dos passeios pelo Vale Sagrado, comentava que fez um tour privado e dava o contato do guia. Aproveito a oportunidade para agradece-la, pois o relato dela ajudou muito na minha escolha!

Tour Privado com o Juan

Contratamos o guia Juan Carlos Valle . Fechamos com ele dois dias de tour:

  • Dia 1 – Sacsayhuaman, Qenqo, Puca Pucara, Tambomachay  e Pisac.
  • Dia 2- Chinchero, Salineras de Maras , Moray, Ollantaytambo (nos deixando na estação da Peru Rail a tempo do nosso trem as 15h37).

Na negociação ele nos deu de cortesia o translado da chegada no aeroporto de Cusco para o Hotel para nos conhecer e ter esse primeiro contato.

Os valores na época da nossa viagem para os 2 dias de tour privado para 2 pessoas ficaram em 180 dólares no total. Não foi o valor mais barato que encontrei, mas estava na média. Pesou na minha escolha ter referencias sobre o trabalho dele.

Indico o trabalho do Juan, achei ele muito profissional e pontual, é um guia bem experiente, tem formação em Turismo e licença para trabalhar na área.

Todos os passeios foram feitos de carro, o carro dele é um Hyundai Elantra, bem novo e ele dirigiu com segurança. (Detalhe importante a ser salientado pra quem tem ideia de como é o transito louco em Lima! rs).Em relação aos tours as explicações sobre cada ruína, cada detalhe da cultura Inca foram muito interessantes e detalhadas. Ele também tirou muitas fotos nossas.

Valeu a pena o tour privado principalmente pela flexibilidade de poder se adequar ao pouco tempo que tínhamos na cidade e também para poder ver os lugares de forma mais detalhada do que em um tour padrão, podendo fazer várias perguntas e tirar nossas dúvidas.

Por exemplo na Salineras de Maras, tinha um pessoal de um grupo grande de ônibus que ficou somente com a vista panorâmica lá em cima. Nós descemos até as salinas, molhamos as mãos nos poços, andamos entre elas, enfim, uma experiência mil vezes melhor que a galera do tour coletivo.

Se você quer fazer os tours em Cusco com  mais conforto e comodidade, é imprescindível procurar um tour privado.

Tenho planos, de daqui à uns anos voltar à Cusco com mais tempo para fazer outros tours que não deu tempo dessa vez e não tenho dúvidas que vou procurar os serviços dele.

Quem quiser entrar em contato com o Juan para informações e cotações dos tours o email dele é jvcwasa@hotmail.com e o Facebook.


Salve esse post no Pinterest:

Salvar

Salvar

Salvar

8 comentários

  1. Ah que legal! Também tenho planos de retornar e um passeio privado seria ótimo! Fiz visitas em grupo e foi bem corrido mesmo! E indicação da Gê a gente aceita de olhos fechados! E você reiterando, melhor ainda! Valeu!

  2. Oi Juju
    Também acho que um guia privado é mais interessante, mas eu não fechei pacotes com ninguém, pois eu tinha bastante tempo na região e queria liberdade de fazer tudo tranquilamente e, com isso, contratava guias que estavam “a soltas” em frente aos sìtios arqueològicos.

    Tivemos sorte, sei que poderíamos ter encontrado alguns guias ruins por là, mas achei que vocês viram muita coisa em pouco tempo.
    Por exemplo, Pisac é imenso e eu e meu marido praticamente fizemos isso em 1 dia (chegamos na hora do almoço e fizemos o parque inteiro, descendo a pé até a cidade).
    Sacsayhuaman, Qenqo, Puca Pucara, Tambomachay também fizemos em um outro dia inteiro, assim como Ollantaytambo.
    😉

Deixe um comentário