Conheça o curso livre de Massas & Risotos da Tratto Atelier em São José dos Campos-SP

8

Um dos assuntos mais comentados aqui no blog, além de viagens é gastronomia. Quem nos acompanha sabe que em todas as viagens gostamos de conhecer a culinária local, seja indo num bom restaurante ou fazendo alguma aula de culinária.

Em Cusco fizemos uma aula de culinária para aprender a fazer ceviche, em Buenos Aires aprendemos a fazer empanadas e montar alfajores, em Santiago experimentamos um jantar com moradores locais com comidas típicas da região de Chiloé.

Mas e quando não estamos viajando? Buscando alternativas para isso, temos procurado conhecer mais atrações do cenário gastronômico da cidade que moramos, São José dos Campos, que fica no interior de São Paulo.


TRATTO Atelier

A cidade conta com bons restaurantes (muito mais do que atrações turísticas! Fato! rs),  pesquisando mais a fundo encontramos o “Tratto Atelier” que oferece diversos cursos de gastronomia, dos mais variados assuntos.

O que mais chamou nossa atenção foi o de “Massas frescas e Risotos”. Nós adoramos a culinária italiana, mas conhecemos muito poucos sobre as técnicas de preparo.

E tenho que contar para vocês, o Leo várias vezes já tentou fazer risoto em casa, mas ele nunca acerta no ponto do arroz, é sempre um desastre! Ele, muito mais do que eu, precisava fazer essa aula! rs

Esse curso é ministrado pelo chef André Palandi, que tem um extenso currículo na área, já deu aulas na Univap e na graduação do SENAC, já trabalhou em restaurantes renomados como o D.O.M. do Alex Atala. Tem muita experiência e muito à nos ensinar.

A Tratto Atelier foi fundada em 2012,  a escola conta com cursos livres e sequencias, também oferece serviços especiais de buffet a domicílio.


O curso – Massas & Risotos

O curso que escolhemos é feito num único dia, das 18h30 as 22h30, podendo se estender até um pouco mais tarde, dependendo das receitas preparadas pelos alunos. São no máximo 10 pessoas por turma.

Pegamos nosso avental e a apostila e começamos a nossa introdução ao incrível mundo das Massas e Risotos!

Primeiro o chef faz uma introdução aos assuntos que serão abordados no curso e explica como faz o preparo do molho vermelho.

Depois passamos para o preparo da base do risoto, existem muitas técnicas e segredos que não fazíamos ideia e que com certeza eram os motivos das tentativas do Leo nunca darem certo.

Uma das coisas que mais nos chamou a atenção nesse processo é o fato de que a base do risoto depois de pronta pode e deve esfriar, enquanto você começa a preparar o recheio. Pode inclusive colocar ela num prato e deixar um pouquinho no congelador! Nunca imaginei que pudesse fazer isso!

Enquanto a massa do risoto descansa na geladeira e um aluno vai mexendo o recheio em uma panela, o chef nos mostra como faz o molho bechamel na prática. Bechamel é o nome correto do popular “molho branco”.

Após o preparo do molho, começa a incrível arte da massa fresca. Fiquei impressionada com o processo e o resultado. Embora seja um pouco trabalhoso, o resultado faz valer a pena.

Enquanto a nossa massa fresca cozinha, o risoto é finalizado e podemos experimentar essa obra prima. Foi feito um risoto de linguiça na cerveja preta. O chef mostra maneiras para fazer a apresentação do prato e o resultado é esse (uma delicia!):

A aula embora dure muitas horas, passa bem rápido! Porque além das dicas  interessantíssimas, o chef tem muito bom humor, tem várias sacadas engraçadas durante as lições. Em nenhum momento fica monótono.

E não para por ai, o chef finaliza a massa fresca com cogumelos Paris na frigideira, uma receita bem prática e o resultado também é espetacular (e muito gostoso!):

Depois disso termina a parte teórica e é hora de colocar a mão na massa, literalmente! Nos dividimos em duplas e cada um escolheu uma massa ou risoto para preparar individualmente.

O chef gosta de dar dicas praticas, coisas que vão nos ajudar no dia-a-dia, cozinha descomplicada. Não precisa ser difícil para ser gostoso.

Nessa hora  tivemos que colocar em pratica tudo que foi aprendido e pedir socorro do chef e da sua assistente, Layla, em caso de dúvida ou algo que não esteja dando certo.

Eu e o Leo escolhemos fazer risoto. Nos dividimos no preparo da base e do recheio, escolhemos a receita do “Brasileirinho”, que tem como principais ingredientes carne seca e abóbora.

Seguimos todos os passos, sempre nos revezando no preparo. No final cada um vez a sua montagem do prato. O meu foi uma versão bem clássica. O do Leo, como ele mesmo descreveu, pelo fato da receita se chamar brasileirinho, ele tentou montar algo que lembrasse “Carmen Miranda e os seus adornos”, ficou bem mais diferente e ousado.

O sabor  nos surpreendeu, foi de longe o melhor risoto que já fizemos! Arroz no ponto certo, recheio saboroso, tudo certo.

Ficamos tensos quando o chef experimentou e nos deu o feedback. A única coisa que ele apontou para melhorarmos da próxima vez é que havia muito recheio, temos que nos atentar para diminuir a quantidade, equilibrar melhor.

E mesmo depois de um longo dia de trabalho, tivemos horas muito preciosas e divertidas nesse curso, que nos trarão benefícios por muitos e muitos anos, agora que aprendemos a fazer as massas e risotos corretamente. A experiência vale o investimento (R$ 20 de matricula + R$ 250,00 do curso).

Adorei o curso e já me interessei em voltar ao Tratto Atelier para o curso de Low Carb, Harmonização de Cervejas Artesanais e de Temakis Variados. Além desses também há de culinária vegana, hamburguers artesanais, bolos decorados, mini chefs, etc. Tem para todos os gostos!

E essa foi a nossa dica de hoje, já que não podemos viajar o ano inteiro, temos que buscar alternativas interessantes de atividades em nossa própria cidade.


TRATTO Atelier




  Salve esse post no Pinterest:


* Fizemos a aula através de parceria com a Tratto Atelier,  mas as opiniões expressadas aqui são sinceras sobre a nossa experiência.

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

8 comentários

Deixe um comentário