Rugby, gastronomia e descanso! (Mossel Bay, Africa do Sul)

2

Nossa viagem pela África do Sul foi planejada e sonhada, nos mínimos detalhes por pelo menos uns 10 meses. Estudei todos os destinos, tracei as rotas, tudo certinho.

Porém no final da primeira semana da viagem, um dia a noite veio uma questão, porque não mudamos o rumo na Garden Route? Porque em vez de subir a serra para Oudtshoorn não continuamos no litoral e paramos em Mossel Bay?

Oudtshoorn estava no roteiro por causa da caverna Cango Caves” e as fazendas de avestruz, já tínhamos reserva numa pousada no Booking, mas ainda estava valido o período para o cancelamento grátis, e acabemos encontrando uma caverna similar, um pouco menor em Joanesburgo (Wonder Cave), então porque não mudar?

Foi ai que surgiu Mossel Bay nas nossas vidas, assim de ultima hora, no hostel com quarto privativo mais barato que tinha no Booking.com, (Bay Vista).

Tínhamos que fazer uma parada obrigatoriamente depois de Knysna  e precisávamos descansar porque a viagem para Hermanus teria mais de 300 km de estrada e o local mais lógico no mapa era Mossel Bay, lugar que quase nem pesquisei nesses 10 meses de organização da viagem.

E foi um imprevisto maravilhoso, cheio de surpresas. No caminho descobri que havia um museu dedicado ao navegador português Bartolomeu Dias.

Quando chegamos na cidade no centro de informações turísticas, no mapa que nos deram, havia um bairro da cidade chamado “D’ Almeida“! Achei incrível! No meio do nada na África achei algo que pode ser uma das origens do sobrenome da minha família, meus ancestrais.

Uma cidade que se dedica à sua história, que se orgulha dos navegadores portugueses, que faziam dali uma de suas paradas até as Índias.

Visitamos o museu dedicado ao português Bartolomeu Dias, é uma das principais atrações da cidade.

É bem amplo, muitos documentos, quadros e tem até uma replica em tamanho real de uma caravela! Vou detalhar ele outro dia em post dedicado só para ele porque tem muitas fotos.

Tentamos ir visitar o Farol da cidade, mas quando chegamos tinha acabado de fechar. Ficamos curtindo um pouco a paisagem do mar revolto, cheio de pedras e gaivotas.
Tivemos a sorte de chegar lá num sábado, dia de semi final da copa do mundo de Rugby (esporte que é paixão nacional) no dia do jogo Africa do Sul x Nova Zelândia, um jogão de equipes de prestigio nesse esporte!

E por falar nesse jogo, tenho que citar o melhor estabelecimento comercial do universo, onde almoçamos, tomamos uns drinks enquanto assistíamos o jogo, jantamos e tomamos café no dia seguinte!!! CAFE GANNET é o meu amor eterno!

É um restaurante (com área interna e externa), tem um bar com um lounge para ver o jogo, tem vista para a praias e tudo que vende lá é delicia.


Seguro viagem para África do Sul pelo menor preço!


Almoçamos uma pizza, havia promoção de piña colada no almoço (compre 1, ganhe 2), jantamos um bife maravilhoso e no dia seguinte foi o café da manhã da minha vida!

Cara!!! No café da manhã eles servem tudo que sempre tem (croissants, frios, docinhos, pães, bolos, frutas, café, sucos) e SUSHI, SASHIMI e OSTRAS!!! OMG!!! Tudo à vontade, com preço único!!! Genial!!!

Amor eterno nesse local, quase ganhamos uma carteirinha de fidelidade, se tivesses ficamos mais dias em Mossel Bay com certeza todo meu dinheiro seria gasto lá! rs

Copa do Mundo de Rugby!

E o jogo de rugby! Foi divertido assistir com a galera da África do Sul torcendo pra caramba, até comecei a entender as regras do esporte.

Foi tão legal, que o Leo (uniformizado com a camisa dos Springboks) ficou amigo de um dos moradores locais que estava vendo o jogo, discutindo as jogadas e o cara até pagou uma cerveja pra ele!

Fiquei triste porque só consegui comprar a camisa da seleção no final da viagem (quando o Leo comprou em Joanesburgo, só tinha tamanhos grandes), não deu pra ver o jogo uniformizada (na falta de Springboks, vai a camisa do SPFC mesmo! rs).

Os Springboks perderam o jogo, mas foi com dignidade, a Nova Zelândia é um dos times mais fortes, tanto é que depois ganhou a copa.

A Hospedagem

Ficamos no hospedados no Bay Vista Guesthouse, que é um hostel, mas escolhemos ficar em um quarto privativo com banheiro.

A localização é bem central, o quarto estava ótimo e o preço baratíssimo. Um grande achado!

Foto do quarto que ficamos, retirada do anuncio do Booking

 

Partimos seguindo a garden route até Hermanus, a cidade das baleias. E ficou aquela saudade da cidade que não estava nos planos, não fizemos nada de espetacular, mas deu para curtir o clima de litoral na paz, ver um jogo e comer uma boa comida.

A “maratona” que foi a Garden Route precisava de uma dia como esse para recuperar as energias, exatamente no meio da nossa jornada. Mossel Bay sempre vai ser uma lembrança boa.

Cafe Gannet: O melhor restaurante e bar do universo!

Vou ficar devendo foto no café da manhã, porque foi tanta emoção aquele monte de sushi e as ostras, que nem rolou foto. Restaurante memorável!

BEBIDAS:

Cerveja artesanal muito boa, de uma cervejaria local

 

Piña Colada da promoção! <3

 

 JANTAR:

Steak, batata frita, arroz e molho gostoso

 

Vista da area externa do Cafe Gannet para a Praia de Santos (é esse o nome mesmo, a cidade tem altas referencias portuguesas).

 

Clientes satisfeitos

 

Cafe Gannet

  • Endereço: Market St, Mossel Bay, 6500, África do Sul
  • Funcionamento: 07:00–23:00
  • Nota ❤ ❤ ❤ ❤ (5)

Use a imagem abaixo para salvar esse post no Pinterest

Encontre mais informações para a sua viagem para a África do Sul aqui

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

2 comentários

Deixe um comentário