Praia do Bonete em Ilhabela-SP: trilha, acampamento e aventuras!

1

Guest Post escrito pela convidada Caroline Andrade

Como chegar

Estávamos em um grupo de seis pessoas, saímos de São José dos Campos direto para São Sebastião no dia 06/01 pela companhia Litorânea, a passagem ficou cerca de R$ 34,00, o ônibus era confortável e tinha ar condicionado, a viagem durou cerca de quatro horas

Chegando a São Sebastião pegamos a balsa, que para pedestres é gratuita, e desembarcamos em Ilhabela, no centro da Ilha você encontra sempre alguém disposto a ajudar e também os famosos repelentes de citronela, que são excelentes devido à quantidade de borrachudos.

Para chegar ao inicio da trilha pegamos um ônibus circular (cerca de R$ 4,00) e descemos no ponto final onde almoçamos num restaurante chamado Nova Iorque que marca o inicio da trilha.

A trilha

A trilha é de dificuldade média (não para mim, que classificaria como dificuldade nível morte na certa)  e conta com apenas  três ou quatro  subidas longas, são 15 km de caminhada pelo Parque Estadual de Ilhabela e conseguimos fazê-la em cerca de seis horas, chegando à praia ao anoitecer.

 

 

 

 

 

 

 

 

Durante todo o percurso eu senti que aquele era o famoso momento que o filho chora e a mãe não vê, e eu chorei muito, foi minha primeira trilha e, para alguém que está acostumado somente a andar até a lanchonete, seis horas andando não é tão fácil.

A trilha é envolta pela mata e tem muitos bichos pelo caminho (agradeço aos colegas que não me deixaram perceber as cobras), mas conta também com três ótimas cachoeiras para se refrescar, descansar e beber água.

Ao final da trilha eu pude perceber três coisas fundamentais: a vida é muito curta, sempre tem uma saída e as dificuldades são recompensadas ao final. Ver a praia depois de passar por todo aquele desgaste físico e emocional no qual eu passei trouxe à tona reflexões que só experiências que nos levam ao limite podem proporcionar, e me sentir realmente viva me encheu de alegria.

A praia do Bonete esteve na lista das Dez Praias Mais Bonitas do Brasil, publicada pelo jornal Britânico The Guardian, o mar é de um tom azul e é bastante agitado, o que atrai, principalmente os amantes do surf,  a sensação de paz que aquele lugar traz é impossível de descrever e faz valer a pena cada quilômetro percorrido até ela.

O acampamento

Mas, nem tudo são flores, íamos ficar num camping localizado à beira da praia, quando dois dos colegas perceberam que não teriam dinheiro para a hospedagem, foi então que tivemos a brilhante ideia de acampar na praia e, adivinhe: não nos deixaram!

A praia do Bonete tem a maior comunidade caiçara de Ilhabela e fomos alertados que não poderíamos montar nossas barracas. É nesse momento que encontramos um personagem crucial na nossa história: Jorge.

Encontramos o Jorge no meio da trilha, nos perdemos dele e encontramos de novo, como ele costumava ir para a região chegou bem antes à praia. Que fique claro que não conhecíamos o Jorge, não tínhamos contato com ele (não tem sinal de celular no Bonete) e mesmo assim Jorge salvou nossa viagem.

Enquanto estávamos sentados na praia sem rumo e com muito sono nos perguntando o que seria de nós a partir de agora, Jorge apareceu e nos OFERECEU o quintal dele para montarmos nossas barracas.

Sim, ele surgiu da escuridão para nos oferecer abrigo, e nós fomos! Apesar de sermos instruídos a não aceitar esse tipo de ajuda de estranhos preferimos arriscar que, literalmente, morrer na praia. Foi uma estadia maravilhosa ao final, mesmo que nossa alimentação fosse baseada em tequila e salsicha, e se eu hoje acredito em Deus, Jorge tem parte nisso.

A volta

Para voltar preparam os bolsos ou as pernas, pois só existem duas saídas: pela trilha ou pelo mar. Na praia você encontra vários moradores que levam de volta a são Sebastião de lancha, pagamos R$ 70,00 por pessoa e demorou cerca de uma hora, compensou muito, pois fomos para o fim de semana então não tínhamos descansado suficiente para retornar a trilha e nem teríamos tempo para isso.

Para finalizar, fica uma dica: pelo menos uma vez na vida se permita viver uma aventura que te leve ao limite para que você entenda o real significado da vida.


Informações básicas:

  • Na praia do Bonete não há sinal de celular;
  • Encontramos campings a partir de R$ 30,00;
  • Alimentação é muito caro devido à dificuldade do acesso (paguei R$ 6 reais em um pacote de bolacha de marca ruim);
  • Cheguem cedo para a trilha, pois há pouquíssima iluminação na comunidade;
  • Não se esqueçam do repelente (fui tão picada que tive eu tomar corticoides quando voltei);

*  Os preços correspondem ao mês de janeiro de 2017 e podem ter sofrido alterações.

Caroline Andrade

Redes sociais:

A Carol também escreveu aqui no blog outro post, confira aqui o roteiro dela por Goiânia!


Quer escrever um Guest Post contando sobre o seu roteiro favorito aqui no Juny pelo Mundo? Mande um email para junypelomundo@hotmail.com


Salve esse post no Pinterest:

1 comentário

  1. Olá, Juny! Quero conhecer a Praia do Bonete também. Será que consigo acampar na casa do Jorge também? Imagino que nesse mês de janeiro os camping devem estar caríssimo… Obrigado desde já!

Deixe um comentário